foto blog

O que esperamos para esse ano do Instagram?

Com as atualizações das redes sociais, já começamos 2018 com algumas mudanças, principalmente no alcance orgânico das publicações nas redes sociais. Sabemos que no Marketing Digital, o Instagram é fundamental para a visibilidade da marca, interação com usuários e aumento de engajamento do público com a empresa.

No Brasil, em 2017, das 700 milhões de pessoas que acessaram o Instagram em cada mês do ano, 45 milhões delas estão em nosso país, representando quase um quarto da nossa população e além disso, aqui é o maior mercado do aplicativo fora dos Estados Unidos.

Desde 2012, a rede social mudou muito, passando de uma das primeiras redes sociais exclusivamente para acesso direto de um celular ao visualizar publicações no próprio desktop, porém mesmo assim seu formato continua sendo voltado para dispositivos móveis.

Hoje é possível postar fotos com proporções diferentes, além de vídeos e Stories com diversas interações como GIFS, por exemplo.

Mas afinal, o que podemos esperar para o ano de 2018?

Transmissões ao vivo
Programar transmissões ao vivo em seu planejamento é uma aposta alta e certeira. Além de você poder visualizar em tempo real quem está acompanhando a transmissão e ter a possibilidade de interagir com as pessoas que estão assistindo, o público tem acesso a ela após a transmissão ser encerrada, pois ela fica disponível nos Stories, dando a opção para o usuário visualizar tanto os Stories postados como a transmissão que foi realizada anteriormente, deixando disponíveis também pelas próximas 24 horas.

Engajamento
Como já podemos perceber em 2017, o engajamento ficou cada vez mais complicado de se obter e em 2018 não será diferente. O Instagram vai restringir a exposição da sua conta com base no envolvimento da página. Isso significa que comentários curtos como “gostei”, “quero” ou até mesmo “amei” não serão contabilizados como engajamento, o que deixa a publicação perder relevância no feed dos usuários que seguem a página. Mas para amenizar esse “desequilíbrio”, a plataforma contabilizará comentários que tragam mais envolvimento do público, ou seja, comentários relevantes e que realmente agregam a publicação. Para que isso aconteça, o comentário terá que conter quatro palavras ou mais para contabilizar de fato em seu engajamento.

Invista em conteúdo nos Stories
Use e abuse dessa ferramenta, faça com que seu perfil seja visto pelos seus usuários. Utilize as opções que a plataforma está disponibilizando, brinque com os gifs e as fontes, faça boomerangs, use os filtros, aproveite que agora é possível enviar fotos com formatos diferentes e não deixe de fora nenhum momento da sua marca. Responda sempre as interações feitas com seus clientes, esteja ativo e presente na vida do seu público.

Repost de conteúdos
A plataforma está prometendo trazer um botão para repostar conteúdos, deixando os usuários mais acomodados com a rede social, descartando o uso de outros aplicativos para realizar essa função. Isso facilitará (e muito) o compartilhamento de conteúdos postados por outras pessoas em seu próprio perfil.

Arquivar Stories
Outra novidade que a rede está prometendo para 2018 nos Stories é a possibilidade de arquivar tudo o que você postou em uma pasta pessoal no aplicativo sem precisar baixar os arquivos que você gosta em seu celular. Isso fará com que você não perca nenhum momento que você capturou e não precisará comprometer a memória de seu aparelho.

Gostaram das novidades? Essas são somente algumas que estarão presentes nesse ano. No blog da Agência DUE você fica por dentro de tudo isso e muito mais! Não fique por fora das nossas publicações, assine a nossa newsletter e adquira todas as novidades do Marketing Digital.

escopo imagem blog due

3 tendências para as redes sociais em 2018

Com o avanço dos acessos na internet, o marketing digital cresceu muito nos últimos anos e com ele o uso das redes sociais também. Além do surgimento de novas plataformas, vemos e vivemos com constantemente atualizações nas redes sociais que conhecemos, novas ferramentas e botões surgem durante o ano e o público vem se adaptando e aprendendo novas formas de se comunicar.

Mas você sabe quais redes cresceram mais em 2017?

As redes sociais com mais usuários no mundo ficam por conta do Facebook, Youtube e Instagram, respectivamente. São mais de 2.061.000.000 ativos somente no Facebook. Por isso, as marcas devem, estar atentas e investirem nesse canal de comunicação para o crescimento de suas marcas.

E as tendências para 2018, como ficam?

Facebook consolidado como plataforma de vídeo

A rede social continua tendo papel muito importante na comunicação de pequenas, médias e grandes empresas. Podemos perceber que ela vem sendo abastecidas pelas marcas, ainda que de modo tímido, com produção de vídeos. Em agosto de 2017 foi lançada a plataforma autoral da rede para algumas pessoas nos Estados Unidos, o Watch, o plano é que ele seja levado a todos os usuários em breve. O recurso permite que os usuários assistam a programas originais completos enquanto interagem na rede social, como um híbrido de YouTube e Netflix.

Stories ampliado como divulgador de produtos e serviços

O Stories se tornou uma referência mundial em vídeos curtos. Além dos usuários estarem utilizando muito a ferramenta, as marcas estão investindo cada vez mais nesse recurso, atingindo seu público alvo e possíveis consumidores. É possível fazer transmissões ao vivo e após elas terminarem, o Instagram permite que eles fiquem durante 24 horas disponíveis para os usuários terem acesso, como os vídeos e fotos postados dessa forma.

Chatbots agilizando o atendimento ao cliente

Os chatbots são sistemas de interação entre consumidores e empresas, ainda considerados uma novidade, porém a realidade é que diversas empresas já estão desfrutando dos benefícios dessa tecnologia. Em 2018 podemos esperar que as conversas com estes chatbots evoluirão para uma interação aprimorada, com respostas rápidas e maior precisão.

É fundamental que as estratégias de comunicação estejam alinhadas de acordo com essas mudanças e seja adaptável caso seja necessário. Cerca de 20% de todo o montante investido em publicidade no planeta já estão nas mãos do Google e Facebook.

A verdade é que o investimento em criações únicas será maior do que nunca, pois essa forma de comunicação e interação tem recebido feedback muito positivo pelo público, gerando mais engajamento e envolvimento com as marcas.

teste

Por que contratar uma assessoria de imprensa?

A mídia mudou muito com o crescente avanço dos meios digitais. Veículos mais tradicionais, como jornais, revistas, rádio e televisão, tiveram que mudar para se adaptar a esta realidade e hoje dividem espaço com canais em plataformas como o Facebook, Instagram, Youtube e outras redes sociais. Esta mudança nos meios de comunicação, cada vez mais consolidada, revolucionou a forma de se fazer marketing e acena com novos caminhos para a divulgação de sua marca. Por isso, é importante ficar atento para não perder oportunidades.

Hoje os veículos são muito mais numerosos, diversificados, especializados e atingem um número cada vez maior de pessoas, com um público bastante segmentado de acordo com diferentes áreas. O leitor interessado em gastronomia, por exemplo, antigamente tinha algumas dezenas de sites e revistas como fonte de informação sobre o assunto, alguns poucos programas na TV, e os cadernos especializados em jornais. Com o advento das redes sociais, porém, o mesmo leitor passou a contar com muitas outras opções, e opções muito mais acessíveis, com milhares de páginas disponíveis para o leitor seguir e consultar pela internet e pelo celular.

Outro diferencial é que os canais tornaram-se cada vez mais especializados, focando-se em públicos específicos e com conteúdos exclusivos. De fato, pode-se encontrar diversas páginas de culinária que tratem apenas de gastronomia vegana, receitas sem lactose e comida para crianças pequenas, entre tantos outros assuntos. E isso vale para qualquer área em que se produz conteúdo, desde as tendências de decoração até dicas de saúde. Enfim, quase todos os segmentos de atuação possuem canais de divulgação em potencial, voltados para o público que toda a empresa deseja atrair, para consolidar relacionamento e fideliza-lo.

Mas como se insere uma marca nestes canais? E quais os canais mais adequados para divulgação?

Antes de tomar qualquer decisão, é preciso alinhar as estratégias comerciais da empresa com ações de assessoria de imprensa. O trabalho da assessoria começa pelo bom relacionamento com os veículos, desde os editores de jornais e revistas até os influenciadores nas redes sociais. Este contato, fundamental para o trabalho de comunicação, abre portas para as marcas, porque confere um conhecimento amplo sobre cada veículo, incluindo as particularidades do público que atingem e o tipo de conteúdo que produzem.

Analisando estas variáveis, e aproveitando uma rede de contatos constantemente atualizada e aperfeiçoada, o assessor desenvolverá a melhor estratégia de divulgação do lançamento de um determinado produto, determinando qual mensagem será transmitida, para quem, quando e como. Estas ações bem elaboradas, que se beneficiam de planejamento, conteúdo de qualidade e o know how da assessoria de imprensa, fazem toda a diferença para se conseguir resultados positivos na comunicação da sua empresa. E farão cada vez mais diferença.

redacao-on-principais-caracteristicas-da-producao-de-conteudo-1000x563

Marketing ou Conteúdo?

A IPG, holding de comunicação e marketing, divulgou na primeira semana de setembro a quarta edição do estudo New Realities, que inclui o Brasil pela terceira vez. O levantamento, feito em 2015 com base em 3.600 entrevistas online em países como Brasil, China, Estados Unidos, Inglaterra e Rússia, mostrou que os consumidores estão cada vez mais interessados em receber informações sobre produtos e serviços, embora também desconfiem destas informações.
Os brasileiros são os que mais gostam de pesquisar sobre produtos: 72% dizem pesquisar sobre produtos antes de tomar decisões de compra, e 60% acham que as informações fornecidas pelas marcas são recompensadoras. Já os britânicos são os que menos apresentam este comportamento. Mais de 70% dos brasileiros buscam fontes confiáveis de informação, e este número é ainda maior entre consumidores mais velhos, entre 43 e 62 anos.
60% dos brasileiros concordam que a reputação de uma marca importa mais hoje em dia do que antes. Em 2011, esse índice era de apenas 34%. Aproximadamente um terço da base não acredita na maior parte das informações que vêm das marcas e não confia na informação oferecida pelas empresas. 40% dos respondentes no Brasil acreditam que as pessoas os valorizam pelo conhecimento sobre categorias de produtos. Entre os chineses, este número chega a 63%.
Globalmente, mais de 60% dos consumidores dizem não conseguir distinguir facilmente entre conteúdo de marketing e conteúdo não comercial nas redes sociais, o que contribui para a desconfiança generalizada em relação às mensagens comerciais. Os país mais desconfiado é a China, seguida de Índia, Brasil, Estados Unidos, Rússia e Inglaterra.
Quando questionados sobre a afirmação “Meu conhecimento sobre certos produtos melhora minha autoestima”, os brasileiros são os únicos a registrarem queda em relação à última e dição da pesquisa (de 39% para 35%) enquanto ingleses, americanos, russos, chineses e indianos tiveram um pequeno aumento.
“Vivemos o grande paradoxo da economia da confiança: se por um lado temos empresas como Uber, Alibaba e Airbnb, que são líderes em seus respectivos mercados sem terem um carro, estoque ou um imóvel sequer; por outro vivemos uma das maiores crises de confiança nas instituições de que temos notícia”, avalia Terry Peigh, vice-presidente sênior e diretor do IPG, em comunicado à imprensa.
Neste ano foram analisadas prioritariamente as categorias de serviços bancários, seguros, automotivo, computadores, softwares e fast food. As entrevistas foram feitas com homens e mulheres das gerações X, Y e Baby Boomers, sempre com acesso à internet.

 

 

Site Original: http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2016/09/01/marketing-ou-conteudo.html

Data da postagem: 01 de Setembro de 2016

posicionamento_due

DUE apresenta novo posicionamento

A DUE, agência de comunicação, apresenta ao mercado seu novo posicionamento, com objetivo de tornar-se digital em todas as frentes. Hoje, o marketing é a base para as atividades da agência, abrindo o leque para outras áreas como conteúdo digital, design e assessoria de imprensa focada para o meio online. “Temos equipes multidisciplinares envolvidas nestes processos, desde jornalistas, redatores, social medias, designers e relações públicas que juntos formam um time com inteligência estratégica.  Essa gama de soluções oferece uma inteligência completa para o cliente, facilitando processos e proporcionando dinamismo”, afirma Léo Ribeiro, diretor da DUE.

Ao longo dos últimos 10 anos de atuação, a DUE conquistou uma imensa reputação em comunicação corporativa e essa credibilidade impulsionou a agência a avançar por outras áreas e passar a oferecer novos produtos, serviços e soluções para seus clientes, especialmente no segmento digital.  “De forma clara leve e objetiva apresentamos em nosso site os cases de sucesso da DUE até aqui, além de contar um pouco de nosso dia a dia e dos resultados destes projetos” explica Léo Ribeiro. A atuação da empresa, que progrediu para além da Serra Gaúcha e Porto Alegre, chega também em Caxias do Sul e ao Vale dos Sinos.

assesoria_digital_ganha_forca

Assessoria de imprensa ganha força com digital

Com o avanço de portais, blogs e redes sociais, o trabalho de assessoria de imprensa é cada vez mais importante e eficaz. No meio impresso ainda há credibilidade, e o digital apresenta grandes impactos que podem ser melhor mensurados. “Para que um post no Facebook, por exemplo, tenha efeito é preciso conhecer o público alvo e produzir um conteúdo atraente e personalizado, para com isso alcançar resultados através daquele canal”, explica Tiago Costa, diretor de atendimento da DUE. Segundo ele, a DUE tem uma grande rede de parcerias com jornalistas  e formadores de opinião em diferentes plataformas da comunicação, além de um amplo mailing de blogueiros e influenciadores.

“Baseado neste mailing, selecionamos os perfis mais adequados e convidamos a ter experiências e vivências com nossos clientes, para assim gerar conteúdos que impactem os consumidores. Esse tipo de ação gera de visualizações, repercussão, engajamento e até mesmo venda, dado ao número de seguidores desses blogueiros e influenciadores”, complementa. O objetivo da agência, portanto, é aproveitar esta experiência em assessoria de imprensa para ampliar resultados, gerando mais repercussão, engajamento e até mesmo venda por meio de conteúdos e do bom relacionamento com blogueiros e influenciadores digitais.

Influenciadores digitais: o que a sua marca tem a ver com isso?

Relacionar-se com o novo público requer conhecer seu universo e o que, de fato, tem influência no seu comportamento

Credibilidade e relevância em sua área de atuação. Essas são algumas características que fazem de uma pessoa comum, uma influenciadora. O “influenciador digital” é aquele blogueiro, youtuber ou uma web celebridade que apresenta representatividade e engajamento nas mídias e no segmento em que atua, seja em moda, gastronomia, hard news, entretenimento, entre outros.

Nem todo mundo apresenta o perfil de influenciador, porque, para isso, é preciso ser autêntico e ter paixão pelo que faz. Ser um líder e mediador, um especialista atuante e reconhecido na área. A influência nos meios digitais se espalha a cada dia pela amplitude da Internet, permitindo a uma pessoa (ou empresa) atingir um nicho específico.

São muitas as marcas que já, há muito tempo, usam a influência de celebridades para vender produtos e propagar ideias. Era como uma receita infalível: atletas vencedores e artistas cediam suas imagens para as mais diferentes campanhas – com a expectativa de que a boa reputação da celebridade, instantaneamente, migrasse para o consumo do produto recomendado. A tática remetia à ideia de passividade dos consumidores, que consumiam a idolatria por seus heróis via TV, rádio ou mídias offline, como jornais e revistas.

Entretanto, como as mídias online dominam cada vez mais a comunicação, este conceito está se alterando. Vivemos na era da geração onde impera o curtir, comentar e compartilhar. Sendo assim, não estamos apenas suscetíveis a uma grade de programação imposta por um determinado veículo, e sim aos conteúdos relevantes buscados ativamente que nos tocam e nos fazem interagir. Hoje o relacionamento entre conteúdo e público são uma via de mão dupla e o ideal é construir um engajamento capaz de formar promotores da marca no meio digital.

Esse cenário é perfeito para os influenciadores digitais. São eles que conseguem conversar diretamente com a nova geração de usuários e, principalmente, engajá-la nos mais diversos assuntos. As novas gerações cresceram acostumadas com a Internet e com este novo consumo de informação. Os comportamentos mudaram assim como os conceitos: se antes uma empresa poderia investir muito dinheiro em apenas um canal de divulgação, hoje é preciso diversificar os canais e, principalmente, os modelos de estratégia de comunicação. Apostar nos influenciadores digitais, no entanto, se confirma como um ótimo recurso para atingir estes objetivos.

A união entre as marcas e os influenciadores é parte importante das ações para ganhar a atenção do público em tempos de tanta dispersão, desde que pensada dentro de uma estratégia consistente de comunicação. Quem souber atuar com esta nova geração e as mensagens enviadas por eles já está a frente na consolidação de sua marca junto ao seu novo público.

Empresa: A2ad
Link:http://www.a2ad.com.br/blog/influenciadores-digitais-o-que-a-sua-marca-tem-a-ver-com-isso/

O

Série Mídia- RÁDIO

RÁDIO
No trabalho, em casa ou no carro. Seja onde for o rádio ainda é uma das mídias mais presentes na vida dos brasileiros e uma das principais fontes de entretenimento para os consumidores do país. Entre os programas favoritos da programação das emissoras, as notícias despontam com 49%. Veja mais detalhes no vídeo case da DUE.

 

Untitled-2

Série Mídia- INTERNET

 

INTERNET
Você conhece o perfil do consumidor de mídias no Brasil? Nos últimos cinco anos a democratização do acesso à internet proporcionou um crescimento no consumo da rede. No vídeo case, a DUE apresenta as estratégias adequadas para dar visibilidade aos seus negócios. Lembre-se: não é só postar no Facebook. É muito mais do que isso.

 

 

Untitled-1.pngg

Série Mídia- REVISTA

 

REVISTA
Entre 2014 e 2015 o Target Group Index analisou os consumidores de mídias no Brasil. A pesquisa constatou que jornais e revistas continuam no topo da lista como os mais confiáveis, independentemente se forem digitais ou impressos. Dentre os consumidores, as mulheres são maioria na escolha das revistas, e os homens na escolha dos jornais.

 

Untitled-1

Série Mídias – TV

 

TV
A televisão ainda é o meio de maior penetração no Brasil. Noticiários, filmes e novelas são os entretenimentos preferidos e nos quais a publicidade também aparece. Segundo os resultados de uma pesquisa realizada pelo Target Group Index, as propagandas de TV são interessantes e proporcionam assunto para conversas.
Quer saber mais sobre o perfil do telespectador brasileiro? Então assista ao vídeo case da Série Mídias, apresentado pela DUE.

 

villa-bella

Jornal Mural do Villa Bella e a importância da comunicação interna

Oferecer soluções em todos os âmbitos da comunicação faz parte dos serviços da DUE. Além da divulgação na imprensa de notícias e novidades dos clientes, a agência também conta com a produção de conteúdo para a comunicação interna. É o caso do Jornal Mural do Villa Bella Hotel Conceito.

Direcionado aos colaboradores do empreendimento, a publicação é produzida mensalmente pela DUE. Localizado na parte administrativa em um local de destaque e de fácil acesso, o Jornal Mural apresenta as novidades do Hotel, dicas para rotina de trabalho, aniversariantes do mês e a enquete com a participação dos colaboradores.

O grande diferencial está na sua produção e formatação. Destacar o colaborador é uma das principais estratégias que tornam o jornal mais atrativo. Esse projeto tem objetivos de integração, fornecer conhecimento, informações e cultura. A alegria e motivação dos que ali ficam são expressos em agradecimentos e elogios por outros colegas da empresa.

O Jornal Mural busca contribuir para o bom clima organizacional e para a gestão transparente, que traz como resultado a confiança na organização. O grande diferencial está na sua produção e formatação. Destacar o colaborador é uma das principais estratégias que tornam o jornal mais atrativo. O projeto tem objetivos de integração, fornecer conhecimento, informações e cultura. A alegria e motivação de quem participa das edições são expressos em agradecimentos e elogios por outros colegas da empresa.