Design sem nome (25)

Como se relacionar com os influenciadores digitais?

O marketing de influência tem sido uma das principais ferramentas para a divulgação das marcas nestes últimos anos. Ao atingir os influenciadores que o público alvo acompanha fielmente nas redes sociais, as empresas conseguem se propagar de maneira mais orgânica e eficiente. Afinal, a mensagem divulgada deste modo chega ao seguidor como se fosse a dica de um amigo próximo sobre um produto, um serviço ou uma novidade qualquer, o que torna sua credibilidade e seu impacto muito maior do que uma propaganda tradicional. Mas como se encontra e se aborda os influenciadores certos para cada divulgação?

O primeiro passo é definir o público alvo que se deseja atingir. Por exemplo: se a campanha é sobre passeio para se fazer em família com crianças, o foco serão as mães e os pais com filhos pequenos, que acompanham redes sociais voltados para este segmento. Neste caso, um canal com dicas de passeios românticos para jovens casais não é o mais adequado. Definir o público alvo, portanto, restringe o perfil de influenciadores a serem abordados. E para selecioná-los é preciso conhecê-los: saber quais são os seus interesses, o que gostam de publicar, como interagem com seus seguidores e quais suas particularidades, entre outras informações.

Daí a importância de acompanhar influenciadores de diferentes segmentos e públicos, estabelecendo com cada um deles uma relação de troca, que vá além de segui-lo nas redes sociais e interagir com suas publicações. Este relacionamento mútuo deve se desenvolver de maneira natural, porém, seguindo um planejamento para que o contato não fique esquecido. Mandar regularmente kits com produtos, convites para eventos, atender solicitações e estar disponível para possíveis pautas são detalhes que, ao longo do tempo, contam pontos ao seu favor na hora de abordar o influenciador certo para uma nova divulgação

Design sem nome (3)

Universo pet: 3 dicas de comunicação para ampliar o potencial de vendas

O famoso ditado que o animal de estimação é o melhor amigo do homem já extrapolou a relação de amizade com os seres humanos. Hoje, são verdadeiros e íntimos integrantes das famílias. Com esse status, representam amplo potencial de mercado, representando 130 milhões de pet em todo país.

Porém, ainda são poucas as marcas do setor que se comunicam de forma eficiente para posicionar a empresa no mercado, apresentar diferenciais e promover engajamento para vender mais. Um fator pouco observado pelas empresas é a mudança no perfil de compra e perfil de consumo de mídia. O uso sistemático de dispositivos móveis faz com que se abra uma oportunidade imensa para empresas, sobretudo as pequenas e médias, que nem sempre têm acesso à publicidade tradicional. Entre elas, estratégias de divulgação e ações de experiência ou parcerias com influenciadores digitais, youtubers, blogueiros e celebridades da internet geram resultados mais efetivos e significativos que os tradicionais meios publicitários.

Essa nova tendência não pode ser ignorada pelas marcas. O argumento para isso: 76% dos internautas brasileiros têm animal de estimação. É um público enorme, que navega em sites e redes sociais aproximadamente 14 horas por dia, de acordo com pesquisas. E melhor: é suscetível a qualquer produto que faça seu pet feliz.

Por isso, sugerimos três dicas de comunicação fundamentais para que sua empresa, produto ou serviço ganhe relevância e amplie o potencial de vendas.

 

1 – Embaixadores da marca

O desenvolvimento de campanhas por meio de embaixadores é usada para promover produtos, criar identificação e difundir o lifestyle da empresa no meio digital. Pode ser uma loja pet, uma marca de ração, o design de uma roupa para animais de estimação ou acessórios. Não importa! Se aplicada a estratégica correta, haverá divulgação espontânea com clientes que se identificam com o produto ou serviço. Mas, lembre-se: você deve ser peça ativa na comunicação interagindo, respondendo a seus consumidores e tornando a propagação da campanha ainda maior e mais efetiva. Essa é uma estratégia fundamental de relacionamento. Saiba que pesquisas apontam que 85% dos consumidores pesquisam e são influenciados antes da compra de produtos e serviços pet.

2 – Uso inteligente de seus canais digitais

As redes sociais, seu site ou e-commerce devem ser utilizados de forma criativa, não apenas com postagens rotineiras. Por exemplo, uma foto publicada pode ter um código de desconto que sua marca disponibiliza e, por meio dela, você pode mensurar quantas vendas surgiram.  Outra dica é apresentar testes com seu produto e dar feedbacks constantes para o consumidor a partir de postagens em sua time line. Lembre-se: apostar em relacionamento com o consumidor continua sendo a melhor estratégia de marketing para as empresas do mercado pet. Confiar o cuidado do animal de estimação à uma empresa não é fácil, então lealdade e segurança são fatores procurados pelos tutores. Eles procuram relacionamentos de longo prazo com a empresa, uma conexão emotiva. Vale reforçar que mais da metade dos donos de animais pet são fies à marca.

3 – Vídeos

Os vídeos são uma excelente maneira de divulgar produtos e serviços aos clientes. Eles aumentam o engajamento com a audiência, inclusive utilizando transmissões ao vivo. Mas, cuidado: aposte na qualidade de conteúdo, pois isso fará toda diferença. Você utilizá-los para falar sobre promoções, mostrar resultados de tratamentos veterinários, apresentar o seu espaço, etc.

Lembre-se: o segredo se resume em cinco palavras mágicas: criatividade + estratégia + conteúdo + conexão emocional e mensuração.

Tiago Costa, jornalista, especializado em Comunicação Corporativa e sócio da Agência DUE, de Porto Alegre.